Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.
04 set 2019

Rio Gualaxo do Norte recebe técnicas pioneiras de renaturalização

O rio Gualaxo do Norte, afluente do rio Doce, localizado em Mariana (MG), tem recebido um trabalho de renaturalização para devolver as condições naturais ao curso d’água, impactado pela passagem do rejeito da barragem de Fundão.

Este trabalho, intitulado pela APLYSIA como Renaturalize, é um forte aliado para a melhora  na disponibilidade hidrica e atenuação de enchentes, para a estabilização  das margens, para promover melhora na qualidade da água, promover o aumento da biodiversidade, além de ser uma alternativa de uso sustentavel e uma ferrmenta potencial para a educação ambiental. “A grande vantagem deste trabalho é que ele pode ser moldado com base na necessidade percebida no local do estudo”, explica Letícia Moraes, bióloga e especialista da APLYSIA.

A Fundação Renova preparou um video falando mais sobre o projeto, onde é possível entender o local onde o trabalho está sendo desenvolvido, bem como mais detalhes sobre a técnica:

Clique aqui e veja o vídeo do trabalho. 

 

Entendendo a Renatutalização: 

A inovadora técnica de restauração fluvial já é fortemente utilizada na Europa  e implementada no Brasil em 2016 pela APLYSIA. O objetivo desta técnica é voltar com a condição natural dos rios criando abrigos para peixes além de garantir a diversidade de alimentos e local seguro para procriação, bem como aumento da recarga hidrica na região. A técnica é feita a partir de um estudo hidromorfológico do rio, seguindo da instalação de estruturas no leito e na margem do rio e através do acompanhamento técnico as evoluções são medidas com o passar dos dias. 

Após a instalação dos troncos, são formadas áreas de remanso que servem de berçário natural onde os peixes depositam seus ovos e encontram local seguro para seus filhotes crescerem longe dos predadores. Os troncos instalados também geram melhoria na qualidade da água ao reduzir a velocidade do fluxo permitindo a deposição das partículas sólidas que estavam suspensas diminuindo a turbidez. Além disso, também podem auxiliar no controle da erosão.

Veja a galeria de imagens no site da APLYSIA sobre o projeto concluido no Rio Mangaraí/ES clicando aqui.