Atenção: Esse site só pode ser visualizado perfeitamente em um browser que suporta Web Standards. É recomendável que você atualize o seu browser clicando aqui. Obrigado e desculpe o transtorno.
12 ago 2014

Avaliação e Identificação de agentes tóxicos em amostras líquidas

O avanço tecnológico aliado ao crescimento das populações tem levado a um aumento na geração de resíduos e assim aumentando a contaminação dos ambientes hídricos, pois é importante lembrar, que os corpos d'água são os receptores finais de todos os efluentes domésticos e industriais lançados no ambiente.

A diversidade de substâncias químicas lançadas nos esgotos de uma cidade ou de efluentes industriais é enorme e, muitos contaminantes, em função de sua concentração, podem causar impactos ou danos irreversíveis a biota do ambiente aquático. A Ecotoxicologia é a ciência que monitora o comportamento de compostos tóxicos no ambiente e os efeitos desses poluentes aos organismos terrestres e aquáticos.

A APLYSIA possui um laboratório na área de Ecotoxicologia acreditado pela ABNT NBR ISO/IRC 17025:2005 demonstrando sua competência na área.

Os estudos de Avaliação e Identificação da Toxicidade, realizados no laboratório de Ecotoxicologia da APLYSIA, procuram isolar os agentes tóxicos presentes em uma amostra, em função de sua reação a uma série de manipulações físicas e químicas. Consiste em 3 fases: I 'caracterização', II 'identificação' e III 'confirmação'.

A Fase I envolve ensaios de ecotoxicidade aguda e/ou crônica com a amostra bruta e tratada através de diferentes manipulações. Na Fase I é feita a detecção dos possíveis compostos tóxicos, sendo à base de orientação para a identificação, na Fase II. Na Fase III todos os resultados dos ensaios ecotoxicológicos e das análises físico-químicas são confirmadas.

A identificação do composto ou grupo de compostos responsáveis pela toxicidade da amostra permite que medidas eficientes de controle ambiental possam ser adotadas para tratamento de efluentes.

Por Karina Mendes, bióloga e coordenadora do laboratório de ecotoxicologia da APLYSIA